Mais de 120 presos são batizados e abandonam a vida criminosa, no Zimbábue
20/11/2017 - 11h00 em Mundo

Mais de 120 presos foram batizados em uma cadeia de Mutimurefu, localizada na província de Masvingo, no sudoeste do Zimbábue. A ação é fruto do empenho de um grupo de cristãos adventistas que oferecem um curso bíblico chamado “A Voz da Profecia” para os detentos. A visita dos fiéis tem sido um verdadeiro instrumento transformador na vida dos que estão reclusos.

Além desses, muitos outros estão recebendo os estudos bíblicos. Os cristãos locais animaram os presos a se unirem a Cristo e a começarem uma nova jornada em suas vidas. O momento especial gera uma aceitação da nova vida em Jesus. O batismo aconteceu depois que os presos estudarem a Palavra de Deus por meio dos estudos bíblicos oferecidos pelos fiéis adventistas.

Foram eles que levaram a mensagem de salvação a esta comunidade. Além disso, mais de 200 textos bíblicos foram distribuídos para os reclusos. Um deles testificou como o estudo da Bíblia mudou a sua forma de pensar. Ele se comprometeu a seguir o caminho bom e estreito.

“Nós seguimos uma vida terrível roubando e matando pessoas, mas agora sabemos que Deus necessita ser adorado. Nosso Deus é amor e nós encontramos isso também na Bíblia, no livro de primeira João, quatro, verso oito. Então nós devemos amar os demais em vez de roubá-los”, disse.

Palavra de Deus

O presidente da Igreja Adventista no Zimbabwe foi quem dirigiu a cerimônia de graduação e o batismo. Ele incentivou os presos a aplicarem em suas vidas aquilo que eles aprenderam. “Isto é apenas o começo. Continuem estudando a Palavra de Deus e escutando o que Deus está dizendo a vocês”.

Outro presente, que esteve preso por 14 anos e que agora é um fiel, alertou que a vida do crime não compensa. “A minha oração é que você nunca morra como um criminoso. Você deve abandonar esta vida”, finalizou.

Confira a reportagem da ANN:

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!